Seja Bem-vinda mulher +QV!

Veja quais são os exames indispensáveis  para as mulheres


A prevenção é a melhor forma de manter a saúde em dia. No caso das mulheres, é comprovado historicamente que elas se cuidam mais e se preocupam mais em cuidar da própria saúde: aqui no Brasil, segundo o IBGE, elas vivem em média sete anos a mais do que os homens. Porém, essa vantagem depende de uma boa manutenção do organismo, com alimentação equilibrada, exercícios físicos e visitas periódicas ao médico para a realização de um check-up completo.

Independente da faixa etária, a consulta ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano, a partir da primeira menstruação e antes do início da vida sexual, e a realização de exames de glicemia, colesterol total e suas frações, triglicerídeos, ureia e creatinina (avaliação da função renal), TGO e TGP (avaliação da função hepática), hemograma e urina, são imprescindíveis. Mas há também uma gama de exames que devem ser realizados de acordo com a idade da mulher. Veja a seguir:

Aos 20 anos ou no início da atividade sexual: papanicolau, colposcopia, ultrassonografia pélvica ou transvaginal, ultrassonografia de mamas;

Acima dos 30 anos: somando-se aos procedimentos solicitados aos 20 anos, é indicada a realização de exames para avaliar a função tireoidiana TSH, T4 Livre, T3 e ultrassonografia de tireoide;

A partir dos 40 anos: mamografia anual, somados aos exames citados para as outras faixas etárias;

A partir dos 50 anos: quando a maioria das mulheres inicia o período da menopausa, o foco maior deve ser nos ossos e no coração. A realização de uma densitometria óssea logo após o início da menopausa se faz necessária. Dosagens hormonais e exames relacionados ao metabolismo do cálcio vão ajudar no acompanhamento e prevenção da osteoporose.

Mulheres com antecedentes de câncer de mama ou ovário na família devem iniciar o acompanhamento médico com antecedência. A época ideal depende da idade com que seu familiar teve a doença e também o tipo de câncer. O melhor a fazer é procurar o seu médico e explicar o histórico para dar início ao tratamento preventivo;

Antes da gravidez é importante realizar exames de sorologia para sífilis, HIV, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, herpes simples tipo I e II, hepatites B e C. Caso não consiga engravidar durante um ano, procure o seu médico para realizar exames de fertilidade.

Informações: Alta Excelência Diagnóstica