Seja Bem-vinda mulher +QV!

Ministrações e debates marcam o Encontro Nacional +QV


Nesta sábado (13), a Renascer

Arena – antigo Ginásio da Portuguesa – recebeu o segundo encontro nacional do

projeto +QV (Mais que Vencedoras) deste ano.

Com o tema “Cura Total”, o evento reuniu mais de 10 mil

mulheres. Vieram caravanas do Rio de Janeiro, Bahia, Natal, Pernambuco,

Amazonas, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Amapá, Brasília,

interior e litoral de São Paulo. O evento também foi transmitido para outros

países.

Para que este momento tão especial fosse eternizado, nas

entradas da arena foram montados cenários para que o público pudesse tirar suas

selfies. O espaço de eventos e cultos da Igreja Renascer também foi decorado

especialmente para a reunião.

As fundadoras do Mais que Vencedoras – Bispa Sonia

Hernandes e Bispa Fernanda Hernandes – abriram o evento com uma oração. Na sequência,

o Renascer Praise levou as participantes do encontro à adoração com os louvores

que marcaram a história do ministério e do seu 21º CD, gravado no último dia 29

de setembro, na Renascer Arena.

O resgate da

autoestima

Iniciando esta jornada libertadora, as Bispas receberam

no altar a dermatologista Carla Góes, a psicóloga Olga Tessari, o oncologista

João Glasberg e o especialista em próteses capilares, Luiz Crispim, para um

debate esclarecedor sobre autoestima e o Outubro Rosa – campanha de combate ao

câncer de mama.

Eles destacaram

alguns dados surpreendentes sobre o assunto. Veja abaixo:

– Uma pesquisa mundial mostra que apenas 4% das mulheres

se consideram bonitas;

– Entre as brasileiras, a porcentagem é maior, 14%;

– 59% afirmam sentir pressão para serem bonitas;

– Nove em cada 10 mulheres que não se sentem bem com a

sua aparência desistem de compromissos importantes, como encontros e programas

com amigos;

– No Brasil, 92% das mulheres afirmaram abrir mão de

praticar atividades importantes na vida quando se sentem insatisfeitas com a

própria aparência;

– Nove em cada 10 mulheres que não se sentem bem com a

sua aparência se forçam a parar de comer ou se não colocam sua saúde em dia;

– Seis em cada 10 mulheres acreditam que as mídias

sociais pressionam as pessoas a terem um padrão de aparência;

– Oito em cada 10 mulheres sentem-se pressionadas a nunca

cometer erros ou aparentar fraquezas;

– 71% das mulheres querem que a mídia se esforce mais

para retratar mulheres com diferentes tipos de beleza física, com maior

diversidade de idade, raça, biotipo e tamanho;

– A confiança das mulheres cai 80% após 60 minutos

olhando editoriais de moda.

Para o resgate da

autoestima, eles aconselham:

– Cultive pensamentos positivos (crenças e valores);

– Não tenha medo de errar e não tenha medo do

“não”;

– Defina sua missão e propósito de vida;

– Alimente constantemente o cérebro com informações

positivas e inspiradoras;

– Use afirmações motivadoras;

– Pratique a “gratidão” diariamente;

– Construa relacionamentos com pessoas positivas e

maduras emocionalmente;

– Construa diálogos internos (com você mesmo) positivos;

– Desenvolva hábitos positivos por meio de treinamentos;

– Use ‘imagens e filmes mentais’ positivos;

– Proponha-se metas importantes e possíveis;

– Divida as atividades em pequenas tarefas e comemore

cada vitória;

– Saia da situação de vítima e aja;

– Tenha consciência de que nada é “contra nós”, mas “para

nós”. Nada acontece para a nossa destruição, mas para a nossa evolução;

– Transforme suas “perdas” em grandes aprendizados;

– Lembre-se de que a única responsável pela sua

felicidade é você mesma;

– Dê valor às pequenas coisas da vida;

– Peça ajuda se for preciso, inclusive para um

profissional da área comportam.

“O nosso valor não é definido pelo nosso exterior, ou

seja, pelas nossas roupas, maquiagem e cabelos ou pelos nossos bens materiais,

mas pelo há dentro de nós! Precisamos nos amar mais! Precisamos ter consciência

de que a cura precisa abranger todas as áreas de nossas vidas!”, concluíram as

fundadoras do +QV.

Ministrações

inspiradoras

Bispa Sonia trouxe uma mensagem restauradora com base no

tema “Ressurreição para uma Nova Vida”. Acompanhe, a seguir, os principais

trechos:

Eu aprendi que ressurreição é a morte e o surgimento de

uma nova vida. Ou seja, o que eu havia vivido até então ficou definitivamente

para trás, simplesmente não existe mais!

Essa nova vida que recebemos em Jesus requer novos

pensamentos, sentimentos e reações! Se a quisermos, não podemos mais ser as

mesmas! Não podemos mais querer voltar para um passado que não tem futuro!

Eu, por exemplo, precisei aprender a viver uma nova vida,

sem meu filho! Eu precisei me abrir para isso, para que a falta dele não me

matasse todos os dias! A voz do Senhor me chamou para viver melhor, apesar da

saudade!

Filipenses 4.11 e 12 foi a palavra

Deus me deu quando meu filho – Tid – perdeu os dois rins, e eu não sabia como

lidar com aquela situação tão devastadora.

Quando ele foi recolhido, quando ele se mudou para o

local onde eu estarei um dia, eu percebi que quem precisava ressuscitar era eu.

Ressurreição não é para quem vai embora, mas para quem fica!

Para ressuscitarmos, muitas vezes, precisamos enterrar nossos

planos! Esta em nós o poder de escolha: ressuscitar para uma vida medíocre,

carregada de ressentimentos ou para uma vida melhor!

Eu aprendi, lendo Filipenses 3.4 a 11, que só vive uma

nova vida quem sai definitivamente do ambiente de morte!

Paulo tinha outro nome – Saulo –, era respeitado, bem relacionado,

tinha uma projeção social, era desenvolvido intelectualmente, foi um grande

estudante da lei… Mas, assim como muitas de nós, não sabia que precisava

ressuscitar, que precisava de libertação.

Naquela época, existiam homens que não tiveram a mesma

formação intelectual e que, diferente dele, tiveram experiências profundas e

pregavam com liberdade e sabedoria, como Estêvão (Atos 7), por exemplo. Saulo,

em sua ignorância, ordenou seu apedrejamento. Era um homem cheio de ódio!

Durante sua viagem em direção a Damasco, ele foi

surpreendido por uma luz e pela voz de Jesus Cristo (Atos 9). Depois daquela experiência,

ficou cego! Durante três dias, el entrou em contato com a escuridão que havia

dentro dele, com o ambiente de morte que ele gerou! Ele percebeu que sua

religião o tornou uma pessoa sanguinária e cruel! Naquele momento, ele entrou

em contato com suas verdades e percebeu que suas percepções e sentimentos

estavam distorcidos!

Após receber a palavra de um profeta, seus olhos se

abriram. A palavra profética nos direciona. Saulo, até então, achava que as

soluções estavam nele mesmo!

Saulo se tornou Paulo – de perseguidor para seguidor de

Cristo – quando teve uma experiência transformadora, quando ressuscitou para

uma nova vida! Ele nunca mais foi o mesmo. Esse mesmo homem que respirava

ameaças e morte escreveu 1 Coríntios 13! Ele definiu o amor

como ninguém, sabe por quê? Porque ele foi transformado pelo amor de Deus! Em vez

de matar, passou a salvar! Ele morreu e ressuscitou para uma nova vida!

Para vivermos uma nova vida, precisamos, assim como

Paulo, renascer verdadeiramente em Cristo e para Cristo, sabendo que isso é

muito mais do que simplesmente acreditar que Deus existe! Para isso, é necessário

ser cheia do Espírito Santo, ter a mente transformada e voltar ao primeiro amor!

Em sua ministração, o Apóstolo Estevam Hernandes destacou

a missão que o Senhor designou à Maria, mãe de Jesus.  

Uma mulher pode mudar a história de uma nação, da

humanidade! Deus escolheu uma mulher para destruir todos os planos do inferno!

O Senhor escolheu uma mulher para trazer ao mundo o nosso salvador, para o

cumprimento de Sua obra redentora!

A missão de Maria continua com vocês! Vocês nasceram para

o cumprimento dos propósitos do Senhor, para gerar milagres e para a

manifestação da glória d’Ele aqui na terra!

Redação iGospel

Fotos: Karin

Marcitello e Fellipe Puppo